"Entre as junturas dos ossos"
Vera Lúcia de Oliveira (Maccherani)
   opera vincitrice del
1° Concurso "Literatura para Todos"
MEC (Ministério da Educação)
Brasília,  2006

   150.000 copie stampate e distribuite nelle scuole e biblioteche
di tutto il Brasile
 Premiazione a Brasília, Palácio do Planalto, 8 giugno 2006, alla presenza del  Presidente della Repubblica Federale del Brasile,
Luiz Inácio Lula da Silva

 


Presidente Lula


 Ministro Fernando Haddad e Vera Lúcia de Oliveira


Ministro Fernando Haddad e Vera Lúcia de Oliveira


Presidente Lula e o Ministro Fernando Haddad


Presidente Lula

entrega dos prêmios

Doña Marisa Leticia, Presidente Lula, Ministro Fernando Haddad e Vera Lúcia de Oliveira

Presidente Lula e Vera Lúcia de Oliveira

 

1° Concurso "Literatura para Todos", MEC, Brasília, 2006.

 

Ministério divulga resultado do 1º Concurso Literatura para Todos

 

Os jurados do 1° Concurso Literatura para Todos anunciaram a indicação dos premiados. As obras indicadas surpreenderam com a qualidade literária e a adequação dos textos ao público de novos leitores. Foram 2.095 obras recebidas, das quais foram selecionados por categoria contos e novelas, crônicas, poesias, biografias, tradição oral e teatro. Foram feitas duas indicações de menções honrosas para a categoria poesias e contos, além da recomendação de uma obra para o programa de formação de alfabetizadores e professoras de educação de jovens e adultos (EJA).

A comissão julgadora é formada pelos escritores, professores e pesquisadores do tema Antônio Torres, Heloisa Jahn, Jane Paiva, Lígia Cademartori, Magda Soares, Marcelino Freire, Milton Hatoum, Moacyr Scliar e Rubens Figueiredo. A homologação do resultado será feita no dia 2 de junho pelo Diário Oficial da União.

O processo de seleção das obras foi árduo. A comissão foi unânime em considerar a seriedade e o profissionalismo com que o ministério conduziu o concurso. “Nunca houve na minha vida um grupo de jurados com tanto debate, todas as decisões eram tomadas em grupo”, comprova Antônio Torres, escritor baiano premiado pela Academia Brasileira de Letras. O tema longamente debatido foi a caracterização do perfil dos neoleitores do Brasil. “A criação deste nicho de mercado é inédita no país, ainda temos que entender quais são as exigências deste público, praticamente ignorado pelas editoras comerciais até agora”, complementa o secretário de Educação Continuada Alfabetização e Diversidade do MEC, Ricardo Henriques.

“Está se colocando ao alcance deste público textos literários que mostram o espírito jovem deste país numa linguagem atual, acessível a todos e refletindo as condições culturais brasileiras”, pontua o escritor Moacir Scliar, com seus 74 livros no currículo. Os textos devem servir como motivação para a continuação da leitura por parte dos recém-alfabetizados, enfrentando assim um sério problema no processo educativo de jovens e adultos: a taxa de retorno ao analfabetismo chega a 60% depois de quatro anos, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad).

Os membros da comissão julgadora ficaram surpresos com os temas abordados pelos concorrentes e com a qualidade de muitas das obras enviadas. “No imaginário deste autor que mandou os textos, teve uma divisão entre o urbano e o rural, reflexo do Brasil atual. O rural ainda muito arcaico, como se estivéssemos lendo José Lins do Rego, e no urbano aparece a dificuldade em fazer escolhas, impasse social, desemprego, tudo com uma ampla complexidade de sentimentos”, analisa Antônio Torres. A grande dificuldade foi escolher apenas um livro de cada categoria. “Temos mais 70 obras com uma excelente qualidade, apenas esperando a iniciativa das editoras comerciais para serem publicadas”, ressalta Ricardo Henriques.

Cada um dos premiados receberá R$ 10 mil, além da impressão e distribuição dos 300 mil exemplares do seu livro para as turmas do programa Brasil Alfabetizado.

horizontal rule

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade
Comissão Julgadora do 1° Concurso Literatura para Todos, 2006

PREMIADOS

 

Poesias:           Vera Lúcia de Oliveira, Perugia, Itália, "Entre as junturas dos ossos"

                         Gabriel Bicalho, Minas Gerais, "Caravela" (Redescobrimento)

Crônicas:          Paulo César Dias Rodriguez, Rio Grande do Sul, "Quando o gosto pela leitura"
 

Biografia:         Rinaldo Santos Teixeira, São Paulo, "Léo, o pardo"
 

Contos:            Cristiane Dantas Costa, Rio de Janeiro, "Madalena"
                         Ana Cristina Araújo Ayer de Oliveira / Índigo, São Paulo, "Cobras em Compota"
 

Teatro:             Domingos Pellegrini, Paraná, "Família composta"
 

Tradição oral:  Eloí Elisabete Bocheco, Santa Catarina, "Batata cozida, mingau de cará"

horizontal rule

"Entre as junturas dos ossos", Vera Lúcia de Oliveira:

 - adequaçâo ao gênero literário

18

 - presença caracteristíca de literiaridade

18

 - coerençia temática e originalidade

18

 - escrita original utilizando linguagem expressiva que estimule a imaginação e a reflexão

18

 - narrativas que permitam o fluxo do pensamento, contribuindo para a construção da consciencia individual, social, ética

18

Total:

90

 

Brasília, 8 de junho 2006

 

 

 

 Literatura entra na vida de jovens e adultos recém-alfabetizados

Brasília - 02/12/2006 - Enfim o conto, a novela, a poesia, a crônica vão fazer parte da rotina de milhares de jovens e adultos que participam do programa Brasil Alfabetizado em todo o País. Para eles, 2007 começa com o desafio de desvendar a beleza, a surpresa, o mistério que está dentro de dez livros que começam circular pelas salas de aulas. Reportagem: Ionice Lorenzoni

O Ministério da Educação lança, no dia 5 de dezembro, a coleção Literatura para Todos, na abertura do seminário Diferentes Diferenças, na Academiade Tênis, em Brasília. Os livros, dirigidos aos que estão aprendendo a ler ea escrever, vão para as salas de alfabetização no início do próximo ano.

A primeira edição de Literatura para Todos terá 1,1 milhão de exemplares, sendo 110 mil a tiragem de cada obra. Acompanha a coleção um manual para os alfabetizadores, com textos curtos, informando sobre a importância da leitura, para que serve, o papel do alfabetizador, abordagem sobre ossete gêneros literários constantes na coleção, resenha de cada livro e depoimentos de três escritores sobre como eles aprenderam a ler.

“É um projeto inovador e inaugural”, diz o coordenador técnico do concursoe coordenador-geral da alfabetização da Secretaria de EducaçãoContinuada, Alfabetização e Diversidade (Secad/MEC), Tancredo Maia.

Ele explica: inovador porque oferece aos jovens e adultos obras de qualidade escritas especialmente para eles. Inaugural, porque amplia ainclusão do saber para um público que hoje está fora das perspectivas domercado editorial.

Tancredo Maia destaca a qualidade dos livros selecionados entre 2.100 obras inscritas no 1º Concurso Literatura para Todos, em 2005. Entre os dez premiados, e que estão nesta coleção, encontra-se Domingos Pellegrini, escritor, jornalista e publicitário com cerca de 40 livros publicadose ganhador do prêmio Jabuti, um dos mais importantes da literatura nacional. Pellegrini está na coleção ao lado de jovens escritores, selecionados pela sua qualidade, explica o coordenador.

O Ministério da Educação vai distribuir a coleção de duas formas. Cada alfabetizador receberá uma ou duas coleções, dependendo do número de alunos que tenha na sala de aula.

Se tiver, por exemplo, 20 a 25 alunos, receberá duas coleções. Será função do educador fazer circular os livros entre os alunos, de forma que todos possam ler todas as obras.

Os objetivos desta ação escolar, diz Tancredo Maia, são despertar nos alunos o gosto, o hábito e o prazer pela leitura, levá-los a conhecer os gêneros literários, fixar conhecimentos, ampliar a cultura.

A outra modalidade de distribuição será por meio dos carteiros. O MEC discute um acordo com os Correios, onde cada carteiro terá uma coleção e fará as vezes de agente de leitura na sua área de distribuição de correspondência.

Neste caso, o carteiro receberá o cadastro dos alunos que participaram do programa Brasil Alfabetizado nos anos de 2004 e 2005, na sua área de trabalho, e fará circular entre eles os livros, de forma que todos possam ter acesso a todas as obras.

Coleção

 O 1º Concurso Literatura para Todos selecionou e premiou dez obras, de sete gêneros literários, que hoje fazem parte da coleção. Estas são as obras:
bullet

Família composta (peça de teatro), de Domingos Pellegrini (PR); 

bullet

Madalena (novela), de Cristiane Dantas Costa (RJ);

bullet

Cabelos molhados (conto), de Luís Pimentel (RJ);

bullet

Cobras em compota (conto), de Ana Cristina Araújo Ayer de Oliveira/Índigo (SP);

bullet

Quando o gosto pela leitura (crônica), de Paulo César Dias Rodrigues (RS);

bullet

Léo, o pardo (biografia), de Rinaldo Santos Teixeira (SP); 

bullet

Batata cozida, mingau de cará (tradição oral), de Eloí Elizabete Bocheco (SC); 

bullet

Caravela (redescobrimento) (poesia), de Gabriel Bicalho (MG);

bullet

Entre as junturas dos ossos (poesia), de Vera Lúcia de Oliveira;

bullet

Abraão e as frutas (poesia), de Luciana de Mendonça (RJ)

Família composta (peça de teatro),
de
Domingos Pellegrini (PR)

Madalena (novela),
de
Cristiane Dantas Costa (RJ)

Cabelos molhados (conto),
de
Luís Pimentel (RJ)

Cobras em compota (conto),
 de
Ana Cristina Araújo Ayer de Oliveira/Índigo (SP)

Quando o gosto pela leitura (crônica),
de
Paulo César Dias Rodrigues (RS)

Léo, o pardo (biografia),
de
Rinaldo Santos Teixeira (SP)

Batata cozida, mingau de cará (tradição oral),
de
Eloí Elizabete Bocheco (SC)

Caravela (redescobrimento) (poesia),
de
Gabriel Bicalho (MG)

Entre as junturas dos ossos (poesia),
de
Vera Lúcia de Oliveira

Abraão e as frutas (poesia),
de
Luciana de Mendonça (RJ)

 

FONTE: MEC - Assessoria de Comunicação Social

Esta Notícia é proveniente do TRILHADELUZ - O PORTAL CANDANGO DA EDUCACAO: http://www.trilhadeluz.com.br/trilha

A URL para a Notícia é: http://www.trilhadeluz.com.br/trilha/index.php?op=NEArticle&sid=5732

Brasília - 02/12/2006

 

   

(by Claudio Maccherani )